logo

Optei por colocar este tópico no início deste programa para esclarecer e até desmistificar o adestramento de cães.

Quando se fala a palavra adestramento, muitas pessoas imaginam um tipo de treinamento rígido, rigoroso, algo como o tipo de prática que é realizada com os cães da polícia por exemplo. Ou até mesmo algo que deixe o cachorro robotizado, ou que ele faça acrobacias e piruetas pra mostrar pras visitas.

Antes de conhecer a fundo a profissão, eu não imaginava a quantidade de vertentes que ela possuía. Darei uma pequena lista:

Cães policiais

Cães farejadores (entorpecentes, bombas, até mesmo de doenças, entre outros)

Cães de pastoreio (geralmente Border Collie, que trabalha pastoreando animais como ovelhas, por exemplo)

Cães para exibição (como exibições de raças ou propagandas de Tv e revista)

Cães de guarda e proteção

Cães guia para deficientes visuais

Cães de competição (como o esporte Agility)

Ou seja, trata-se de uma enorme gama de vertentes quando o assunto é o adestramento. E dentro de cada uma destas vertentes, existem diferentes técnicas para se obter o resultado final.

Este material é específico para cães de companhia, aqueles peludos que moram com a gente em casa ou apartamento, que participam ativamente de nossas vidas, sendo basicamente membros da família.

O método de treinamento que descrevo aqui é o mesmo que pratico nos atendimentos a meus alunos: o do reforço positivo.

Tecnicamente, podemos definir como reforço positivo quando se envolve a adição de um estímulo de reforço na sequência de um comportamento que faz com que seja mais provável que o comportamento ocorra novamente no futuro. Quando um resultado favorável, evento ou recompensa ocorre após uma ação, a resposta ou comportamento particular será reforçada, se repetindo com maior probabilidade.

Mas calma Não utilizaremos linguajar técnico aqui, ok? 🙂

Resumindo, nos treinos de cães envolvendo reforço positivo, conseguimos que determinados comportamentos ou comandos sejam realizados e cada vez mais repetidos através de recompensas, seja a ração, petiscos, brinquedos ou elogios e carinhos.

Assim como as técnicas que uso no dia a dia, neste material você não encontrará algo relacionado a broncas ou punições. Busquei nestes anos me aprimorar em algo que não traga ao cachorro medo, desconforto, nem causar qualquer tipo de trauma.

E como disse mais acima, até mesmo dentro do método de reforço positivo, para cães de companhia, existem muitas vertentes, e busquei compilar com o máximo de informações possíveis algumas técnicas que possibilitem que o seu relacionamento com o peludinho que chegou ou está para chegar seja o melhor possível, e principalmente a comunicação entre vocês seja clara e tranquila.