logo

Como os peludos não usam sandálias ou tênis e suas patas estão em contato constante com diversas superfícies, é de extrema importância a higienização rotineira das mesmas, e não somente no retorno dos passeios.

Digo isso pois as patinhas acumulam sujeiras, poeira, produtos químicos e as mais variadas substâncias. Muitos cães têm a mania de lamber, roer as patas, se coçar correndo o risco de atingir olhos, focinho, boca, podendo levar ao organismo estas impurezas, o que pode acarretar problemas de saúde.

Como fazer a limpeza

Assim como em todos os outros processos, inicie o quanto antes os treinos para acostumar o cachorro com o manuseio de suas patas. Em momentos em que ele não esteja muito agitado, comece segurando suas patas de forma leve, massageando suavemente, a fim de checar se ele apresenta algum tipo de incômodo com este tipo de manipulação. Vá realizando este treino até ter certeza de que ele se habituou a isto.

O mais usual é utilizarmos um pano com água, buscando limpar bem entre as almofadinhas. O ideal é secar com um pano seco no fim, para que a umidade não atraia fungos e bactérias.

Lenços umedecidos podem ser bons aliados. Dê preferência para aqueles feitos especialmente para cães, lembrando de secar no fim com um pano seco.

Existem acessórios para a limpeza, como recipientes onde colocamos as patinhas dentro, e com alguns poucos movimentos se consegue uma boa higienização, lembrando sempre a secagem ao fim.

Finalize a limpeza com uma recompensa, como uma festinha com elogios ou com a brincadeira preferida dele.