logo

Filhote chegando em casa, muita alegria, muitas brincadeiras, e muitos xixis e cocôs espalhados pela casa. Sim, isto é quase inevitável.

Pode parecer difícil, porém com bastante paciência e dedicação, sempre é possível chegar lá. O auxílio de um profissional adestrador pode antecipar este sucesso, pois ele é capacitado para entender melhor as condições em sua casa, conhecendo o cachorro, e definindo as melhores estratégias. É necessário um planejamento.

Para estas dicas, utilizo as técnicas que trabalho junto aos meus alunos: o do reforço positivo. Recompensando seu cão quando ele acerta um xixi no “local certo”, há uma enorme tendência de que ele repita o processo justamente para ser recompensado mais vezes.

Nestes anos trabalhando com adestramento, são muito poucos os casos em que atendo filhotes que chegam em seus novos lares já acertando suas necessidades em tapetinhos ou jornais por exemplo. Nestes poucos casos, percebi que estes vieram de criadores ou canis que já estimulavam o cachorro desde cedo a buscar “local certo”, uma das frases mais cobiçadas pelos tutores.

Reparem que utilizo o termo local certo entre aspas. Digo isso pois todo tutor deseja que seu pet faça suas necessidades em locais próprios, diminuindo a sujeira e a necessidade de limpeza constante. Mas seu cachorro não chega em sua casa já sabendo disso, correto? Cabe a você direcioná-lo ao tão sonhado sucesso.

Utilizarei nestas dicas a utilização do tapete higiênico. Porém, na seção anterior, Tapetes Higiênicos e Afins, temos as informações de outros tipos de superfície.

Lembre-se que você deve dedicar um tempinho em seu dia para se dedicar a esta fase, justamente para que os resultados apareçam de forma mais rápida.

Vamos por etapas.

A Escolha do Local

Devemos levar em conta alguns fatores, como o tamanho de sua residência, a distância que o pet deverá percorrer até o próximo tapete, o tipo de piso, e objetos ou móveis próximos.

Neste início, o ideal é que existam tapetes nas áreas onde seu pet frequenta. Filhotes bebem muita água e fazem bastante xixi nas primeiras semanas. Quanto mais tapetes, maiores as chances de acerto. Utilizando como exemplo um apartamento de 2 quartos, de aproximadamente 60 m2, costumo pedir aos tutores que coloquem 1 ou 2 tapetes na cozinha e área de serviço, uns 3 tapetinhos pela sala, e 1 em cômodos como quartos ou escritórios.

Dos xixis já feitos, peço para passarem um pouco deles nestes tapetes, para criarem referências de odor e sintam que aquele tipo de superfície é atrativo para esta prática.

Lembrando que as chances de ele acertar no tapete aumentam significativamente, porém também devemos nos preocupar em recompensá-lo quando ele acertar. Por isso, com tapetes espalhados pela casa, nos ambientes onde você estiver junto ao pet, é ideal que você separe uns potinhos com um pouco de ração, para aproveitar o exato momento em que ele terminar de fazer o xixi ou cocô certinho, e fazer uma festinha entregando a ração, já ali pertinho. Caso a ração esteja somente em um ponto, comumente na cozinha, você pode perder um tempo precioso até ir lá buscar, e não criar nele aquela sensação de que está ganhando a ração por ter acertado suas necessidades.

Filhotes não costumam andar muito até algum ponto, e buscam se aliviar logo. Por isso tapetinhos em pontos estratégicos podem lhe auxiliar para que a busca seja menor e ele possa se aliviar de forma mais rápida.

Outro ponto importante, é o de nos pontos transitórios, os tapetes ficarem em pontos distintos a cada dia. O que ficará no local definitivo pode permanecer no mesmo ponto sempre, porém os da sala e outros cômodos devem varias, para que o filhote não assimile aquele ponto em si, e sim que fazer o xixi ou cocô no tapete é o que gera a recompensa.

Pisos muito escorregadios podem ser um desafio para alguns cães, até mesmo repelindo que procurem tais locais. Tente perceber se seu cachorro se sente incomodado nestes ambientes, e mude o tapete de lugar.

Não coloque o tapete perto dos potes de água, comida e próximos a sua cama. A maioria não gosta de fazer suas necessidades perto de onde bebe, come e dorme. Evite também colocar próximo a eletrodomésticos como máquina de lavar, pois ele pode se incomodar inicialmente com o barulho, ou de um fogão, já que um dia em que estiver com o forno funcionando, o calor pode incomodá-lo ou até machucá-lo caso encoste.

Entendendo a Rotina / Locais Restritos

Em alguns casos, restringir certos espaços onde o pet esteja pode auxiliar para que o treinamento para as necessidades no local correto se potencialize e se torne um pouco mais rápido.

Nos primeiros dias, vão ocorrer aqueles xixis espalhados durante o dia, sem termos muita noção de em qual momento ocorrerá, porém ao identificarmos a rotina de seu cachorro, podemos perceber que após determinadas ações de seu pet, acontece o xixi ou cocô.

Cito como exemplo os xixis assim que ele acorda, e aqueles logo após sua refeição, quando geralmente bebem água assim que terminam de comer.

Identificando estes períodos em sua rotina, podemos planejar para que ele esteja em um local restrito, seja em uma parte da cozinha, seja com um cercadinho, possuindo a seguinte configuração: Seu pote de água e de comida em um ponto deste local restrito, um espaço vazio não muito grande onde esteja sua cama e seus brinquedos, e no lado oposto dos potes os tapetes higiênicos.

A ideia é que ele busque neste espaço o local mais apropriado para se aliviar, e as chances de que seja no tapete se tornam grandes. Isso ocorrendo, ele deve ser bem recompensado, com o prêmio sendo a possibilidade de sair deste espaço restrito. Com o tempo, ele vai entender que assim que fizer suas necessidades no tapetinho, sai deste local.

Costumo utilizar este treino onde ele fica neste espaço por curtos períodos, seja na hora da refeição, ou naquela hora da soneca, já que após acordar eles costumam se aliviar.

Não é muito recomendável que o cão fique muito tempo nestes espaços, pois pode latir, chorar, já que ficaria longe dos tutores, podendo acarretar em outros problemas comportamentais.

A Correta Limpeza

Fazer a limpeza da forma apropriada também é um passo importante para auxiliar nos treinos de necessidades.

O odor da urina e das fezes pode atrair seu cachorro a utilizar novamente os locais, o que quer dizer que ele poderá repetir aqueles “errados”, assim como tendem a acertar mais nos locais certos que possuam esta referência olfativa.

Muitos produtos que usamos em nosso dia a dia, além de não servirem para este tipo de higienização, podem ser um potencial risco à saúde de seu cachorro.

Cito como principal exemplo a água sanitária. Geralmente é utilizado pois costuma retirar o odor. E somente para nós humanos. Para o apurado olfato do cachorro, o odor da urina continua lá. Acontece que o cloro, em contato com a urina, produz uma substância altamente tóxica chamada “clorina”, podendo levar em alguns casos até à cegueira de um pet.

O ideal é que produtos específicos sejam utilizados para este fim. Nisto entram os formulados exatamente para a limpeza veterinária. Sua formulação normalmente possui os ativos necessários para a correta eliminação e higienização, não gerando riscos à saúde de seu cãozinho.

Importante saber que, alguns cães podem apresentar alergias mesmo a produtos especialmente formulados para a limpeza veterinária. Não é comum, porém a qualquer sinal de reação alérgica, consulte seu médico veterinário.

No próximo tópico, Itens de Limpeza, trazemos uma lista com alguns produtos para auxiliar neste processo. Não deixe de visitar!

Recompensa x Bronca

Uma das bases do método de reforço positivo no treinamento de cães é justamente a não utilização de broncas. E como as broncas poderiam ajudar para que o cachorro não erre os xixis. Claro que devo brigar quando ele erra, não é? A Resposta é NÃO, não devemos dar broncas quando ele “errar” o local certo.

Um dos grandes problemas que percebi nestes anos foi, ao ser chamado para tentar melhorar a quantidade de xixis e cocôs no local certo, que os cães já tinham levado broncas o suficiente para que todo este processo se torne cada vez mais complicado e demorado.

Na imensa maioria dos casos, quando o cachorrinho erra e faz sua necessidade em um local que não seria o correto, muitos tutores brigam, dão uma bronca, ou até mesmo esfregam o focinho do cachorro no tapete higiênico. Isto leva a uma associação negativa com o ato de fazer xixi ou de fazer cocô na frente das pessoas. Há uma enorme tendência em que ele procure não fazer suas necessidades na frente de humanos que brigam, e façam escondidos, e muito provavelmente em locais “errados”.

Quando presenciar uma destas necessidades for do tapete, procure ignorar o que está acontecendo. Primeiro, para evitar uma bronca. Segundo, para que ele também não entenda que ao fazer xixi na sua frente, consegue captar no mesmo momento sua atenção. Os cães também se comunicam através de suas necessidades, e ao perceber que sempre consegue sua atenção, pode se sentir incentivado a fazer mais vezes. Nestes casos, ignorar é o caminho, assim como não realizar a limpeza na frente do cachorro., pois interagir com algo que ele produziu também pode criar nele a percepção de que conseguiu chamar sua atenção.

A recompensa é o melhor caminho para que este processo aconteça de maneira mais rápida, pois se tornará prazeroso para ele perceber que ganha uma festinha, sua atenção, um pouco da sua ração, ou até mesmo um petisquinho que o veterinário permita que ele coma.

Esta premiação deve ocorrer no exato momento em que ele termine de fazer seu xixi ou cocô no local desejado. Não premie durante o ato, pois ele provavelmente irá parar de fazer para receber. Espere o seu término.

Caso utilize a ração ou petiscos neste evento, é interessante ter sempre por perto dos locais designados como banheiros, pois o tempo em que você vai fazer a premiação deve ser bem sincronizado com o momento do ato de acertar o local. Recompensas tardias, depois de um certo tempo, costumam não funcionar, pois pode fazer com que ele não associe com o fato de acertar no tapetinho.

Tenha Paciência

Mesmo após ele começar a acertar mais no tapetinho, é provável ou quase certo que ele tenha alguns erros. É super normal.

Costumo dizer a meus clientes para ter muita paciência, além da dedicação. Suponhamos que o cachorro só acerte 2 em cada 10 xixis no tapete. Temos um aproveitamento de 20%. Se em uma semana ele já está acertando 4 temos 40%, ou seja, um aumento nos acertos. É o que chamo de comemorar as pequenas vitórias, e não potencializar os erros que comumente já acontecem.

Isto ajuda a perceber no pet a intenção de acertar mais, e justamente aumentar sua empolgação e otimismo para que forneça a ele cada vez mais as melhores condições para que continue acertando cada vez mais.