logo

Quando aguardamos ansiosos pela chegada do novo integrante da família, logo começamos a nos preocupar para dar tudo de bom e do melhor para ele. E com isso tentamos nos preparar para que a primeira noite seja a mais tranquila possível.

Tentamos fornecer um ambiente silencioso, confortável, para que esta primeira noite passe de forma calma e sem mais adversidades.

Em alguns casos já buscamos proporcionar um cantinho onde ele ficará sozinho, já se acostumando a criar uma independência, e em outros estará mais próximo a você, dormindo em seu quarto.

Muito comumente vemos filhotes chorando e uivando nesta primeira experiência.

Agora imagine: este filhote passou todo um período, de geralmente 45 dias, se alimentando do leite materno de sua mãe, convivendo com ela e talvez outros irmãozinhos, e de repente encontra-se em um local totalmente diferente, com seres humanos que nunca viu na vida, com sua rotina alterada da noite pro dia. Há de se achar normal que esse estranhamento gere um certo “desespero” e confusão na cabeça do bichinho.

Cães que dormem separados dos donos podem estranhar estas primeiras noites. Choro, latidos ou uivos podem preocupar, pois não queremos vizinhos reclamando de barulhos em sua casa ou apartamento, certo?

Broncas, ainda mais neste momento de adaptação a você, à sua casa e a este novo estilo de vida, podem gerar traumas sérios, por entender que a vida com humanos pode ser bem difícil. Evite-as. Por isso a necessidade em uma boa preparação para este momento tão importante e as vezes ignorado.

O ideal é que o filhote chegue em sua casa durante o dia, para que vá se acostumando com o ambiente e pela noite já esteja relativamente mais adaptado. Brinque com ele, preferencialmente já no local onde ele passará a noite. Brincadeiras mais “pesadas”, como aquelas que o coloquem pra cansar bastante, correndo atrás de uma bolinha por exemplo, podem ser boas opções nos horários noturnos, antes de se colocar ele pra dormir. Gastar sua energia pode ajudar muito a ter uma noite de sono mais tranquila.

Procure separar este dia em sua agenda para se dedicar a adaptação do cachorro a nova casa. Passar o dia fora e deixá-lo sozinho, ou estar trabalhando em home office neste dia podem não ser tão benéficos para o filhote.

A caminha pode ser um grande aliado neste momento. Como será sua nova cama, o ideal é que boa parte das atividades do dia seja concentrada nela, como forma de acostumá-lo.

Pedir a quem lhe entregou o filhote, se possível, que esfregue um paninho na mãe, para que seja colocado junto a ele no local onde ele vá dormir. Este instinto olfativo pode provocar uma sensação de mais segurança.

Não costumo recomendar muito que o filhote já inicie sua adaptação dormindo na cama com os donos. Pode ser que nas primeiras noites seja mais tranquilo pra todos, incluindo vizinhos que escapariam de uma péssima noite de sono devido a latidos e choro. Porém esse tipo de situação pode desencadear outros tipos de problemas, como cães altamente dependentes dos donos, que não conseguem dormir ou ficar sozinhos em casa.

O ideal é que ele já inicie este processo dormindo na própria cama, podendo estar perto de você, e que gradativamente ela vá se aproximando de onde será o local definitivo de descanso do pet.

Lembre-se que a correta alimentação também é uma etapa importante, uma vez que não queremos o filhote chorando por fome.